MERCADO DE AFILIADOS: DESCUBRA DE UMA VEZ POR TODAS COMO FUNCIONA

O marketing de afiliados ou como também é conhecido mercado de afiliados é uma das mais fáceis e promissoras maneiras de montar um negócio lucrativo e consistente online.

Trata-se na verdade de uma forma de publicidade online que consiste na divulgação e vendas de produtos de terceiros em toca de comissões por cada venda feita a partir da sua indicação ou divulgação.

O marketing de afiliados é uma modalidade de trabalho online bem conhecida nos Estados Unidos, onde é conhecido como Afiliate Marketing, e foi lançado pela Amazon.com que é uma das maiores plataformas varejistas online do mundo.

A partir daí essa estratégia ganhou destaque em diversos lugares do mundo, inclusive na América Latina e mais especificamente no Brasil onde o mercado de marketing de afiliados tem crescido grandemente nos útimos tempos.

Nos últimos anos o mercado de marketing de afiliados tem crescido consideravelmente aqui no Brasil, porém, essa forma de monetização ainda não é tão conhecida por aqui.

Essa forma de negócio é uma ótima opção para quem quer melhorar suas estratégias de marketing, erar visitas no seu site, trabalhar com marketing digital e, principalmente, gerar lucro a partir da venda de terceiros.

O mercado de afiliados já é muito mais conhecido nos Estados Unidos , desde quando a Amazon.com criou o seu próprio programa de afiliados, popularizando o seu sistema de vendas na internet.

O mercado de marketing de afiliados pode ser definido em três pilares:

 

Como Funciona O Marketing De Afiliados?

O marketing de afiliados surge como uma alternativa dentro do marketing digital e funciona da seguinte forma: basicamente o profissional que deseja se tornar um afiliado, se cadastra em alguma plataforma onde produtores disponibiliza esses produtos, sejam eles físicos ou digitais, se afiliam a um ou mais produtos nos quais ele tenha certo conhecimento ou afinidade sobre aquele produto ou assunto e a partir daí essa pessoa passa a promover e divulgar esse produto de diversas maneiras.

Inicialmente a divulgação de produtos no marketing de afiliados acontecia através de banners , porém com o avanço do marketing de afiliados e criação de diversas outras técnicas, abriu-se um leque enorme de diversas outras opções e maneiras de divulgar e promover produtos no mercado de marketing de afiliados.

Dentre essas estratégias as mais comuns são utilizar mídias sociais, blogs, vídeo marketing, e-mail marketing (captação de leads) entre outras.

 

  • Produtor

 O produtor é a pessoa responsável por criar o produto digital que basicamente pode se tratar de um curso em determinado assunto específico, uma consultoria referente a serviços externos como a declaração do imposto de renda, gestão empresarial ou até mesmo sobre relacionamento.

Esses produtos podem ser voltados também para a área de saúde em bem estar, oferecendo formas alternativas de deixar o corpo em forma, ou seja, no campo digital o que não falta é opção para entregar algo de boa qualidade no formato de produtos digitais.

 

  • Afiliado

O afiliado é o responsável por fazer a divulgação e efetuar a venda do produto digital, em troca ele é remunerado através de comissões por cada venda feita.

O valor da comissão fica a cargo do produtor, porém, a estratégia de divulgação desse produto fica a critério do afiliado, ele pode aplicar a estratégia que achar mais conveniente, dentre essas estratégias é permitido usar banners no seu site ou blog, criar a núncios em plataformas como o facebook e o google e investir no marketing de conteúdo para geração de tráfego orgânico.

 

  • Plataforma de produtos digitais

As plataformas de produtos digitais funcionam como uma espécie de intermediadora entre o produtor e o afiliado.

É nela que produtores de diversos segmentos diferentes disponibilizam seus produtos, e é nela também que as pessoas que querem atuar como afiliados, encontram esses produtos disponíveis para pode indicar e efetuar as vendas.

Dentre algumas das plataformas conhecidas no mercado de produtos digitais brasileiro, responsáveis pela interação entre o produtor e o filiado, estão: Hotmart, Eduzz e Monetizze.

É nessas plataformas que o produtor deixa disponível o seu produto e as pessoas que desejam se tornarem afiliados, devem mandar uma solicitação, que pode ser imediata ou não dependendo da forma como o produtor achar melhor.

 

Como posso me tornar um produtor?

Se tornar um produtor de produtos digitais é de fato algo simples, porém não é fácil. Você pode criar infoprodutos em diversos formatos diferentes (E-books, Vídeo aulas, Guia passo a passo…), porém, antes é necessário seguir alguns passos fundamentais para obter o sucesso, dentre eles estão:

 

Ter uma ideia de produto

Muitas pessoas acreditam que ter uma ideia é algo difícil, mas ao é.

Mas acreditar que uma ideia vai surgir de um momento de genialidade da sua mente, é um grande erro.

Ao invés de tentar ter uma ideia revolucionária que vai mudar a vida das pessoas, você pode analisar produtos que já estão no mercado e trabalhar para melhorá-los, criando assim um produto mais completo que supra as necessidades das pessoas.

Outro ponto que deve ser levado em consideração na hora de ter uma ideia de produto, é se colocar no lugar do seu público alvo e descobrir quais são as suas necessidades, assim fica muito mais fácil ter ideias de produtos que terão sucesso no mercado, uma vez que existe demanda para esse produto.

 

Criar o produto

A partir de agora há muito a se fazer para criar o seu produto digital.

Você precisa escolher o formato de matéria que você vai entregar esse conteúdo, logo em seguida escolher as ferramentas que você vai utilizar para isso e começar a trabalhar.

Criar um produto digital é fácil por que vai demandar apenas seu tempo, e em alguns casos um pouco de investimento financeiro em algum serviço que você precise terceirizar ou pagamento único na compra de algum software.

Quando seu produto estiver criado, é hora do próximo passo.

 

 Encontrar parceiros afiliados

É aqui que entram em ação as plataformas de produtos digitais, onde você efetua o seu cadastro e disponibiliza o seu produto para que pessoas interessadas em promove-lo, possam se tornar seus parceiros e receber as comissões por  cada venda feita.

Os termos e condições para que alguém se torne afiliado do seu produto, serão definidas por você.

Dentre essas condições estão incluso se a aprovação da afiliação vai ser imediata ou necessita de uma aprovação prévia, uma vez que muitos produtores optam por dar preferência para afiliados que já tem uma audiência formada.

 

Como posso me tornar um afiliado?

O processo de se tornar um afiliado é ainda mais fácil do que o de um produtor, uma vez que você pula todo o processo de criação do produto e trabalha apenas na divulgação para a venda desse produto.

Existem várias maneiras que você pode utilizar para fazer a divulgação, inclusive algumas delas permitem que você automatize o seu sistema de vendas.

Veja agora alguns passos que podem te ajudar na sua jornada no mercado de marketing de afiliados

 

Encontrar produtos

Parece meio obvio, porém algo que pode faze toda a diferença no seu trabalho é a escolha do produto no qual você quer se tornar afiliado.

Opte por promover produtos que tenham o seu perfil e estejam relacionados a assuntos que você já tenha um certo conhecimento.

Isso pode não interferir diretamente no seu faturamento, porém, o simples fato de escolher produtos que tenham a ver com o seu perfil, torna o seu trabalho muito mais fácil, uma vez que você entende sobre o assunto no qual o produto está tratando.

Construir lista de e-mails

O e-mail marketing é um dos melhores canais para quem quer atuar no mercado de afiliados.

Construir uma lista de contatos de pessoas interessadas no assunto do produto é fundamental para converter esses contatos, também chamados de leads, em futuros clientes.

Você pode criar essa lista colocando formulários no seu blog ou espalhando páginas de captura pela internet. Você também pode oferecer iscas digitais, como e-books, em troca do e-mail das pessoas. Para isso é necessário uma boa ferramenta de e-mail marketing.

 

Se relacionar com a sua lista

Tendo criado uma lista, é muito importante que você se relacione com esses contatos no mínimo semanalmente.

O interessante é que você envie conteúdos publicados no seu blog de maneira que você crie um relacionamento com essa lista de contatos, dessa forma você ira fidelizar os seus clientes podendo vender mais de um produto para a sua lista de contatos.

 

Plataformas de marketing de afiliados

Antes de vermos a principais plataformas de afiliação de marketing de afiliados, é necessário entender que cada plataforma trabalha com um tipo específico de produto.

Existem plataformas em que o profissional se afilia a um produto físico como eletrodoméstico ou eletroeletrônico, porém existe outras plataformas que fazem a ligação entre um produtor de conteúdo, o afiliado e o cliente final.

Essas plataformas são conhecidas como plataformas de Produtos Digitais. Esses produtos digital em geral trata-se de cursos e conhecimento de diversos nichos.

Em outras palavras trata-se basicamente de conhecimentos disponibilizados em formatos de E-books, Área De Membros, Vídeos, entre outros.

Outro produto bastante comum no mercado de marketing de afiliados é o de hospedagem de sites, dentre elas podemos citar a Uol, Hostingator e GoDaddy.

Bom, agora que já vimos os principais modelos de plataformas de marketing de afiliados, vamos ver quais são as principais plataformas de cada modelo

 

Plataformas de produtos digitais

Hotmart- www.hotmart.com

Eduzz- www.eduzz.com

Monetizze- www.monetizze.com.br

 

Essas três plataformas funcionam de maneira muito parecida.

Quando o afiliado cadastrado nessas plataformas se afilia a algum produto, ele recebe um link com um código único que identifica ao produtor e a plataforma qual afiliado deve receber a comissão pela venda.

Outra maneira que essas plataformas identificam o comissionamento é através de cookies instalados no computador do cliente final ou como no caso da Hotmart, ainda existe um sistema próprio chamado de hotleads que é acionado toda vez que o cliente digita o seu e-mail, marcando assim o afiliado que deve receber a comissão.

 

Plataformas de produtos físicos

Magazine Luiza- www.magazineluiza.com.br

Lojas Americanas- www.americanas.com.br

 

Nessas plataformas o processo é parecido com o das plataformas de marketing de afiliados voltados para produtos digitais, ou seja, o afiliado divulga um produto de terceiro, nesse caso os produtos das lojas, e recebe uma comissão por cada venda feita.

O que difere um modelo do outro primeiramente é que os produtos digitais como já foi dito tratam-se basicamente de conhecimentos e cursos entregues em diversos formatos. Já os produtos físicos são produtos que podem ser adquiridos nas lojas físicas, mas fecha-se uma parceria entre a loja e o afiliado para aumentar ainda mais a margem de vendas.

Outro ponto em que os modelos de plataformas de marketing de afiliados se diferenciam, é que produtos digitais tendem a ter uma margem de comissão superior ao de produtos físicos, uma vez que no marketing de afiliados voltado para produtos digitais inexiste a necessidade de alguns processos de logística como a entrega, por exemplo, uma vez que o produto digital é entregue geralmente no e-mail com cliente final.

 

Vantagens de trabalhar com marketing de afiliado

Como já foi dito, o marketing de afiliados vem crescendo muito nos últimos anos e muito disso se deve as vantagens que esse mercado oferece que vão muito além de trabalhar em casa e no horário que você desejar. Vamos ver então 6 vantagens de trabalhar com marketing de afiliados.

 

Investimento muito baixo ou nulo

Para iniciar no mercado de marketing de afiliados não é necessário investimento. Caso você não queira ou não possa investir, você só vai precisar de um computador e uma conexão com a internet.

A partir daí você só precisa divulgar os produtos que você é afiliado e você pode começar fazendo isso através das suas redes sociais (Facebook, Whatsapp, Instagran…) ou até mesmo de um blog caso você já possua um.

Depois de alcançar os seus primeiros resultados, você pode reinvestir parte do seu lucro no seu negócio, podendo assim escalar suas vendas e consequentemente as suas comissões.

 

Manter seu emprego atual

Nenhum negócio próprio permite que você mantenha o seu atual trabalho até que ele comece a gerar resultados a ponto de abandonar seu emprego.

Pois bem, o marketing de afiliados possibilita que você construa seu negócio aos poucos até que ele te garanta que você possa abandonar seu atual emprego, enquanto isso você pode manter seu trabalho atual sem que você precise largar para se dedicar ao marketing de afiliados.

 

Você é seu próprio patrão

Quantas vezes você já se imaginou trabalhando sem chefe podendo ser dono do seu próprio negócio e poder fazer seus horários?

O marketing de afiliados te dá a oportunidade de você s tornar dono do seu próprio negócio e ser o seu próprio chefe e com isso é você quem decide quantas horas vai trabalhar por dia, quais os dias que vai trabalhar, além de decidir se vai replicar a estratégia para aumentar ainda mais seus ganhos.

 

Não precisa ter um site

Existem diversas pessoas que trabalham com o mercado de afiliados com resultados muito interessantes sem um blog ou site.

Isso acontece por que essas pessoas adotaram estratégias de divulgação no Facebook (Grupos, FanPage ou Perfil).

Essa pluralidade de maneiras de divulgação torna o uso de um blog não obrigatório, embora um blog seja muito importante para quem quer se tornar um profissional nesse mercado.

 

Não precisa ter um estoque

Para se tornar um profissional do mercado de marketing de afiliados não é necessário ter um estoque com produtos como em qualquer outro mercado convencional, uma vez que os produtos são entregues de forma automática, no caso de produtos digitais e no caso de produtos físicos, quem detém o estoque é a empresa responsável pelo produto.

Você só ficaria responsável pela divulgação e indicação desses produtos, enquanto que a empresa ou o produtor desse produto é quem cuida da parte logística.

 

Você decide quanto ganhar

Depois de ter seu negócio digital rodando, você já sabe como vender produtos, e isso possibilita que você replique a estratégia com diversos outros produtos em diversos outros nichos de mercado.

Dessa forma quem decide quanto você pode ganhar é você mesmo. Isso significa que o seu negócio pode ser escalável e gerar lucros muito interessantes, que em alguns casos podem passar de cinco dígitos por mês.

Principais erros dos afiliados

Cada vez mais pessoas estão dispostas a criar seu próprio negócio, atraídas pelo marketing de afiliados.

São varias as vantagens em se trabalhar com marketing de afiliados, algumas delas são ter mais liberdade de tempo, autonomia, liberdade geográfica, além é claro, ter uma renda extra pra reforçar o orçamento, e se for feito um bom trabalho, pode se tornar a principal fonte de renda podendo trazer a tão sonhada independência financeira.

Porem, todas essas vantagens podem levar iniciantes a cometerem erros capazes de prejudicar fortemente seu trabalho. Por esse motivo selecionei 6 erros mais comuns no marketing de afiliados e a principais maneiras para não comete-los.

 

Comprar lista de e-mails

Talvez esse seja o principal erro e o mais grave também. Esse tipo de negócio já começa errado, quando ao invés de criar sua própria lista de e-mails, você compra uma lista de contatos de pessoas que não fazem nenhuma ideia de que vão começar a receber seus e-mails.

A pior parte é você ignorar o fato de que essas pessoas não tem o perfil do produto ou serviço que você está divulgando. Seria correto dizer que o dinheiro investido, provavelmente não teria nenhum retorno.

Comprar lista de e-mails é uma péssima opção para você, para o público, e principalmente para o produtor do produto.

Esse tipo de atitude tem um impacto negativo na imagem dele e da sua marca e oferta. Além de espantar possíveis clientes diminuir diretamente o interesse de futuros outros afiliados em iniciar nesse mercado.

A melhor alternativa é construir um lista própria! Para isso seria muito interessante utilizar praticas como:

  • Produção de conteúdo relevante que agregue valor para as pessoas interessadas naquele assunto através das redes sociais ou blog
  • criar materiais como templates ou e-books e distribui-los pela internet através de landingpages
  • espalhar formulários de captura pelo blog

 

 Divulgar diferentes nichos para o mesmo púbico

É muito comum, iniciantes resolverem se afiliar a produtos de vários nichos de mercado diferentes – e até aí não há problema algum. O problema surge quando ele resolve promover esses diferentes  produtos para o mesmo público.

Vamos imagina que você divulgue dois produtos de nichos completamente diferentes: um curso de coach em produtividade e um kit de apostilas com conteúdo preparatório para concurso publico. É obvio perceber que os perfis de publico alvo para esses dois produtos são completamente diferentes, certo? Então não faz sentido nenhum agrupar esses dois perfis em uma única lista.

Por exemplo, uma pessoa que esta interessada em ter uma vida mais saudável e em exercícios físicos para praticar em casa não vai ter o mesmo engajamento com conteúdos sobre um hobbie específico. Misturar os conteúdos pode afastar as leads da sua lista e prejudicar a sua conversão nas vendas.

O correto é criar estratégia diferentes para cada lista como um blog para cada nicho por exemplo. Com isso você tem a capacidade de montar listas mais nichadas. Isso pode até dar mais trabalho, porem provavelmente será muito mais lucrativo pra você também

 

Focar em vender e esquecer do conteúdo

Você não deve vender á todo momento. Na verdade, a  quantidade em excesso de banners, links e e-mails marketing pode acabar prejudicando seu negócio como no marketing de afiliados. Os seus melhores resultados virão da qualidade do conteúdo que você produzir para a sua audiência.

Um dos fatores decisivos para atrair audiência para os seus canais de relacionamento (blog, canal no youtube, redes sociais, etc.) é a qualidade e relevância do seu conteúdo. Por isso eu volto a ressaltar a importância de um blog e utilizar o marketing de conteúdo como ferramenta de engajamento. Esse conteúdo pode estar presente no formato de vídeos, e-books ou aulas gratuitas, e dessa forma, transformar sua audiência em clientes.

Mas como criar um conteúdo relevante? Se você divulga um treinamento fitnes , você pode criar artigos ou vídeos sobre exercícios físicos e alimentação saudável. Você pode também gravar entrevistas com profissionais da área. Enfim, existem varias possibilidades e estratégias para atrair a tenção de pessoas que estejam interessadas no assunto que você esta promovendo.

O seu principal objetivo deve ser agregar valor às pessoas, entregando conteúdos que ajudem elas a resolverem problemas e não ficar tentando vender o tempo todo, pois assim só irá afastar as pessoas.

De maneira alguma eu estou dizendo que a propaganda seja desnecessária. Você pode adotar  o Princípio de Pareto que consiste em 80% de conteúdo e 20% de oferta. A ideia é utilizar as propagandas somente em momentos oportunos, quando as pessoas derem sinal de que realmente irão comprar.

 

Não criar uma relação com o seu publico

Muitos afiliados quando começam a gerar uma grande quantidade de tráfego no seu blog, ou aumentam consideravelmente o tamanho da sua lista ou ainda aumenta o número de seguidores, acabam deixando de criar uma interação com as pessoas que comentam suas publicações ou respondem seus e-mails. Portanto, responda a sua audiência sempre que for possível.

Não adianta nada criar conteúdos memoráveis e conquistar o engajamento das pessoas, se você não interagir com elas. Dessa forma, essas pessoas podem se sentir ignoradas e achar que você não tem capacidade para atendê-las.

Nesse caso a dica é a seguinte: Reserve um momento do seu dia para interagir com seu público, respondendo aos seus comentários e suas mensagens, tais como as participações no blog e valorize a relação com os potenciais clientes, pois grandes negócios podem surgir a partir daí.

 

Esquecer dos clientes depois da compra

As vendas não acontecem do dia para a noite, e depois de longos meses de trabalho, você consegue efetuar as primeiras vendas. A partir desse momento você pode ate pensar em remover essas pessoas da sua lista, afinal de contas elas já compraram aquilo que você estava oferecendo, certo? Porem, o que você acha de manter uma relação com esse público?

Você pode criar um conteúdo específico para quem já é cliente, enviando dicas para extrair um melhor resultado.

Esse método é interessante, por que mostra como você está interessado que seu cliente tenha um melhor resultado. Reforçando ainda mais a relação de confiança, e dessa forma você está fidelizando seu cliente. Com isso ele ajudará você na divulgação, indicando seus produtos e serviços para outras pessoas que podem vir a se tornar seus cliente no futuro.

Você também pode divulgar um produto complementar ao da primeira venda. Com isso você desperta nele o interesse em adquirir uma nova oferta e aumentar o seu faturamento

Não otimizar suas campanhas

Um dos principais diferenciais e vantagens do marketing de afiliados é que você pode controlar em tempo real as suas estratégias. Portanto, não ter cuidado com as informações que são geradas pode ser um grande erro para as campanhas, uma vez que você não sabe o que deu certo e o que não deu, e onde deve focar seus esforços.

Para que você saiba como é importante avaliar as métricas, veja alguns indicadores para avaliar praticamente todas as ações:

  • Blog: numero de visitas, horários e dias com maior tráfego, conteúdos mais acessados, etc.
  • E-mail: taxa de abertura, taxa de cliques, taxa de conversão, etc.
  • Landing Page: taxa de conversão, visitas, taxa de abandono, custo por lead, etc.

Analisar os números não é o suficiente, é preciso transformá-los  em conclusões e, em seguida, em ações para potencializar o resultado de suas campanhas, como trocar o botão de call to action ou mudar uma headline.

Esses erros podem ocorrer durante todo o processo de marketing de afiliado. Para eliminar esses problemas prepare um checkliste com as práticas que saõ essenciais par um bom andamento das suas campanhas.

 

Conclusão

Hoje minha intenção foi informar a você como funciona o mercado de marketing de afiliados.

Porem temos que concordar que é um pouco trabalhoso querer trabalhar com todas possibilidades ao mesmo tempo, calma, é por essa ansiedade que os negócios online podem não funcionar com você, é preciso estar atento a cada um dos erros mostrados aqui.

Por isso que eu recomendo que você faça os melhores cursos sobre ganhar dinheiro na internet para afiliados. Por exemplo:

O curso A Máquina De Vendas Online, é definitivamente o melhor treinamento para quem quer explorar com mais segurança as plataformas de afiliação. Esse treinamento vai lhe dar toda base para você ter um negócio digital de sucesso.

Espero ter ajudado você a encontrar um caminho mais certo para criar um negócio rentável na internet, agora só falta colocar a mão na massa e começar a ganhar dinheiro na internet de verdade.

Curtiu o post? Deixe um comentário e aproveite para fazer o download do nosso e-book GUIA PASSO A PASSO PARA GANHAR DINHEIRO NA INTERNET COM MARKETING DE AFILIADOS

Henrique

Olá, meu nome é Henrique Toretto, tenho 25 anos. Sou Empreendedor Digital e a minha missão é ajudar você para que você consiga montar o seu negócio digital do Zero e trabalhar em casa de maneira lucrativa e honesta.

2 comentários em “MERCADO DE AFILIADOS: DESCUBRA DE UMA VEZ POR TODAS COMO FUNCIONA

    1. Que bom que você gostou do conteúdo Ranielem, assine a nossa Lista Vip e fique sempre por dentro de novas atualizações sempre em primeira mão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *